Marketing médico

Marketing médico nas redes sociais: as 5 coisas que você precisa saber

 

Marketing médico nas redes sociais: existem coisas importantes que você precisa saber.

A mídia social se tornou amplamente utilizada por indivíduos e empresas para se manterem conectados. Outra função importante das mídias sociais é a comercialização de produtos ou serviços. 

Nesse contexto, os profissionais de saúde estão encontrando maneiras novas e eficazes de utilizar a mídia social.

Mídia social e saúde

Muitos profissionais de saúde estão trabalhando para utilizar efetivamente as mídias sociais para envolver pacientes. Por meio de estratégias eficazes de marketing médico, agências e empresas seguem se afastando das técnicas tradicionais de publicidade. Assim, começam a usar a Internet para promoção dos médicos.

Do outro lado, os consumidores confiam fortemente nas informações encontradas online. Nesse sentido, os pacientes passam a usar a Internet para reunir informações de saúde. Assim, conseguem se se conectar com outros profissionais e pacientes.

Nesse contexto, muitos utilizam o recurso para pesquisa ou para compartilhar experiências;

É essencial que os profissionais sejam ativos nas redes sociais, bem como forneçam informações precisas. É importante também se conectar com os seguidores.

Veja agora 5 pontos importantes quando falamos em marketing médico nas redes sociais.

1. Compartilhe informações

A mídia social tem como objetivo fornecer aos indivíduos a capacidade de acessar informações rapidamente e se comunicar com outras pessoas. As organizações de saúde utilizam essa ferramenta de várias maneiras. Um exemplo recente é o compartilhamento de informações relevantes sobre o Covid-19. 

Afinal, compartilhar notícias sobre surtos ou riscos à saúde é uma forma eficaz  adotada pela instituições de saúde, para fornecerem informações precisas aos pacientes.

2. Marketing médico: compare e melhore a qualidade

Outra maneira eficaz de os profissionais de saúde utilizarem as mídias sociais é avaliarem como seus concorrentes se posicionam. 

Ao examinar as diferentes práticas e seu envolvimento nas mídias sociais, os profissionais pode fazer semelhante, porém com originalidade.

Em resumo, observar também a interação deles na mídia social deles é muito importante. 

3. As páginas de mídia social devem refletir a marca

O que mais representa a sua organização de saúde?

É o próprio edifício? Os doutores? Um logotipo? Sua lista de serviços ou produtos? Ou é algo mais do que isso?

Acreditamos que sua marca é mais do que apenas um logotipo. Para uma organização de saúde, uma boa marca geralmente reflete a maneira como você faz as pessoas se sentirem.

Um bom ponto de partida para desenvolver sua marca é se concentrar no “depois”. Ou melhor, no resultado da experiência que aquele paciente terá.

Que tipo de alívio, paz de espírito ou resultado alguém pode esperar ao escolher você para cuidados ou tratamento?

Portanto, sua imagem de perfil, imagem de capa e postagens devem refletir quem você é, como marca – e isso é mais do que apenas um logotipo.

4.As imagens devem ser otimizadas para celular

Quando você está construindo uma página corporativa no Facebook do zero, é provável que você esteja fazendo isso em um computador desktop. É fácil esquecer que a maioria das pessoas está realmente acessando sua página de seus dispositivos móveis.

Na verdade, cerca de 80% do uso de mídia social ocorre em um dispositivo móvel. A maneira como uma imagem aparece em um computador desktop pode não ser a mesma que aparece em um smartphone – principalmente com a imagem da capa.

Afinal, quando o texto ou as imagens vão até as bordas de uma foto grande, geralmente são cortados em um dispositivo móvel. Isso é válido tanto para o Facebook quanto para o Twitter. A melhor maneira de descobrir? Baixe os aplicativos em seu telefone para testar a compatibilidade com dispositivos móveis.

5. As postagens devem seguir a regra 80/20 no marketing médico

Não tem certeza do que dizer  no feed do Twitter ou Facebook? Recomendamos seguir a regra 80/20: as postagens devem ser 80% informativas e 20% promocionais.

Quatro em cada cinco posts devem informar, entreter ou educar. Você pode compartilhar artigos do seu próprio blog ou de um site de notícias confiável. Outra opção é fornecer dicas úteis de saúde ou nutrição ou informações sobre uma condição específica (desde que não sejam muito explícitas). Até o compartilhamento de receitas saudáveis é válidp.

Em síntese, o foco são conteúdos capazes de promover o compartilhamento.  Esse tipo de postagem dá valor ao seu público. É um motivo para segui-lo  e algo para compartilhar com seus próprios amigos e familiares. Especialmente as postagens “compartilháveis” contêm vídeo (e esses são priorizados nos algoritmos do Facebook), embora as imagens sejam sempre melhores do que as postagens de texto puro.

Em resumo, apenas uma em cada cinco postagens deve ser promocional. É perfeitamente normal falar sobre sua localização mais recente ou reiterar suas credenciais. Mas mantenha essas postagens em 20%, se possível. Na área da saúde, muitas vezes é possível fazer uma postagem informativa e promocional – como nesta postagem que lembra a importância dos exames anuais das mamas, ao mesmo tempo que fornece um link para agendar uma consulta.

Gostou do conteúdo? Continue então acompanhando o blog do Bric para ver mais artigos interessantes!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>